REVIEW: A VIDA É BELA

la-vita-e-bella-original“Um filme que conta com a participação de Roberto Benigni, no prémio David di Donatello 1998 (Itália). Venceu nas categorias de melhor actor, melhor fotografia, melhor figurino, melhor diretor, melhor filme, melhor produção, melhor cenografia e melhor roteiro. Com a banda sonora de Nicola Piovani. Na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial, Guido,um judeu, é mandado para um campo de concentração, juntamente com seu filho. Guido é um homem simples, inteligente, espirituoso e possui um grande humor. Por ser um pai amoroso, consegue fazer com que seu filho acredite que ambos estão participar num jogo, sem que o menino perceba o horror no qual estão inseridos. Gostei bastante deste filme, é um hino à vida dos duros tempos da Europa da Segunda Guerra Mundial, romântico, hilariante, surpreendente e comovedor está muito bem conseguido, sem duvida que é um dos filmes que está no meu top 10.”  André Gomes