Review: The Spectacular Now

MV5BMjA5MTc0NTkzM15BMl5BanBnXkFtZTcwODEwNjE3OQ@@__V1_SX640_SY720_

Crítica por: Helena Rodrigues

“Muitos de nós receamos pensar no futuro. No que nos espera daqui a 10 anos ou mais. Muitos de nós preferimos não fazer planos, porque de um dia para o outro as coisas podem mudar, e todos esses projectos caem por terra. Era mais ou menos esta a filosofia de Sutter, um rapaz de 18 anos a gozar da sua adolescência ao máximo. Sempre em festas com os amigos, sempre despreocupado com as notas, sempre vivendo com os pés fora da terra. Vivendo o presente. Sem sonhar ou ambicionar mais.

A bebida sempre esteve presente na vida de Sutter. Chega a entristecer o facto de ele não se lembrar de conversas que teve e promessas que fez devido ao constante consumo de álcool. Só depois de conhecer Aimee e de esta o incentivar a enfrentar as suas dúvidas, Sutter começa a crescer, mas não se dá conta. O seu grande passo para se curar a si mesmo é conhecer o pai, que esteve sempre ausente na sua infância. E é nesse momento que tanto Sutter, como nós, testemunhamos o Sutter de agora e  o Sutter do futuro.

Por vezes é preciso ter um choque com a realidade para haver aquele “clique”, aquela “luzinha” que se acende e que nos guia na direcção certa. Será tarde para Sutter aprender a valorizar-se a si e aos outros, e decidir tomar um rumo na sua vida? Esta é uma história interessante para os que se sentem perdidos, para os que não têm esperança ou não acreditam que podem fazer a diferença na vida de alguém. Um filme calminho, para uma noite calminha… que nos deixa a pensar se o que vivemos no presente está a ser realmente valorizado, e ajuda-nos a perceber que sonhar e ambicionar já é meio caminho andado para um novo amanhã.

No elenco, Miles Teller e Shailene Woodler, os nomes podem não vos dizer absolutamente nada, o que é bom. São dois actores que representam os jovens comuns, sem qualquer traço específico que os distinga mais ou a menos dos restantes. Com eles, podemos nos identificar. Ah, e o argumento vem dos mesmos nomes que nos trouxeram “500 Dias com Summer”.

Recomenda-se!”

VER TRAILER