Review: Os Guardiões da Galáxia

 

Guardians-of-the-Galaxy3-700x260


Crítica por Helena Rodrigues:

“Tudo começou quando vi o trailer de uma senhora verde, um guaxinim com problemas de agressividade, uma árvore estranha, um tipo qualquer saído de um ringue de wrestling e um Chris Pratt praticamente normal. Os cinco, alinhados a cantar “Hooked on a Feeling” e eu pensei: “Marvel? Isto é da Marvel?” Bem verdade, e esse mesmo sentimento permaneceu no decorrer de todo o filme, a sensação de que este não parecia pertencer ao mesmo universo Marvel que ando a aprender a conhecer. Sim, há um planeta em risco, sim o vilão Thanos aparece com um plano maquiavélico para dominar o universo… no entanto, não sentimos o habitual peso e seriedade dos filmes anteriores. Os argumentistas, juntamente com os actores, conseguiram criar um ambiente descontraído, divertido e por vezes hilariante em situações que nos relembram… “ah é verdade, o planeta está em risco.”

A equipa, os chamados Guardiões, se foram escolhidos a dedo ou não não sei, mas são absolutamente perfeitos, cada um com a sua especificidade. Complementam-se de forma soberba e a química entre eles está lá. Embora Bradley Cooper e Vin Diesel apenas tenham contribuido com vozes, quase que podia jurar que estavam ocultos por debaixo daquelas personagens insólitas.
Criamos empatia por todos eles, e quando digo TODOS, são mesmo TODOS. É impossível colocar algum de lado, pois todos eles acrescentam aquele sentido de humor e aquela “pitada” especial que fazem dos Guardiões o filme de sucesso que convence.

É imperativo falar na banda sonora. Conquistou-me no trailer e sem dúvida alguma no resto do filme. Esqueçam os típicos instrumentais com vozinhas celestiais de fundo nos momentos mais importantes. Venham daí os clássicos que o Peter Quill tanto ouve na sua cassete, que nos transportam imediatamente para o nosso Planeta Terra e que, devo acrescentar, fazem dele um sítio bem fixolas.

Acção, risos, boa disposição e alguma comoção se se deixarem levar pelo enigmático Groot, pois ele vai trazendo algumas surpresas ao longo do enredo, apesar de ter  poucas falas, são sempre ditas de formas diferentes, basta estarmos atentos.

Se recomendo este filme? Acho que nem é preciso dizer mais nada…..”

 

Crítica por André Gomes:

“Entre um mix de comédia, drama, efeitos especiais, amor e acção, o realizador quanto a mim teve mérito em juntar tudo isto num filme de super heróis. É impossível ver Guardiões da Galáxia e não se sentir novamente como uma criança, querer largar tudo e viver de aventura em aventura. Apesar de desconhecer por completo a história dos guardiões da galáxia, estava curioso por ir ver e também porque tem ligação com os Avengers, e fiquei surpreendido pela positiva.
O filme conta a história de cinco alienígenas que precisam unir forças para salvar o universo (e acabam por descobrir o poder da amizade). Peter Quill/Star Lord (Chris Pratt) é o líder do grupo, um humano abduzido da Terra que se tornou um ladrão intergaláctico, tem um mistério sobre quem é o pai; Gamora (Zoe Saldana) é uma órfã alienígena que foi treinada pelo grande vilão, Thanos (Josh Brolin), para se tornar uma arma ambulante; Drax, o Destruidor (David Bautista) teve a família assassinada e está em busca de vingança. Por fim, há também a dupla dinâmica Rocket (Bradley Cooper), um guaxinim assassino, inteligente e com bastante piada e por último Groot uma árvore alienígena gigante que fala (voz do Vin Disel) “I’m Groot”.
A parceria entre Rocket e Groot pode ser associada à amizade de R2-D2 e C3PO, de Star Wars. Sem falar no bem escolhido reportório musical que inclui a música “Hooked on a Feeling”, do Blue Swede, que foge totalmente do padrão exibido em filmes de acção e de super-heróis.
David Bowie, Marvin Gaye, Jackson Five, The Runaways são outros clássicos da música que fazem parte da excelente trilha sonora que compõe Guardiões da Galáxia.
A narrativa também dá bastante valor à música, associando como o leitor de cassetes, uma espécie de amuleto para Quill e a dança como algo transgressor.
Com toda esta mistura de clássicos, somando a caracterização visual dos actores e aos excelentes efeitos especiais, a Marvel conseguiu trazer aos cinemas algo novo, cheio de sarcasmo e comédia. Guardiões da Galáxia é uma aventura imperdível. Aprovadissimo.”

VER TRAILER