Review: A Verdade Escondida

what lies beneath

 

Crítica por: Helena Rodrigues

“É um filme antigo, bem sei, mas ainda assim é aquele filme que me consegue prender do princípio ao fim, apesar de já conhecer a história. Um thriller empolgante com um estilo que nos faz recuar aos clássicos de mistério “à lá Hitchcock”.

Michelle Pfeifer interpreta Claire, a mulher de um cientista, que ao mudar-se para uma casa no lago em Vermont mais o seu marido Norman, interpretado por Harrison Ford, começa a desconfiar dos seus novos vizinhos e de uma presença estranha que se faz sentir em casa.

O que podia tornar-se um enredo entediante sobre uma casa assombrada, consegue dar ao espectador muito mais que isso. O ambiente, o ritmo, o mistério crescente torna as cenas mais paradas em possíveis condutores para novas pistas, e desta forma, nunca nos sentimos aborrecidos.

O diálogos das personagens, os olhares trocados, a música e o cenário combinam na perfeição, fazendo-nos recuar para os grandes thrillers clássicos do antigamente, pois mesmo não estando nada a acontecer diretamente, acabamos por ficar tensos e a pensar em todos os pormenores, sempre com o receio do que pode estar à espreita no final do corredor, ou no abrir da porta.

Harrison Ford encarna uma personagem que durante muito tempo no filme é praticamente uma sombra ao lado da interpretação de Pfeiffer, mas o seu papel acaba por sofrer uma evolução ritmada e coerente. Pfeiffer está perfeita. Consegue transmitir tudo. Calma. Medo. Frustração e um pouco da sua loucura… se é que está louca de facto.

Um filme que recomendo, com bons “plot twists” pelo meio. Um estilo clássico como se vê pouco nos dias de hoje.”

 

VER TRAILER