Review: Birdman (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Crítica por: Helena Rodrigues

Michael Keaton interpreta “Riggan”, um actor outrora famoso por encarnar a pele do super-herói  Birdman. Em tempos passados, ele era aclamado na rua pelos fãs. Era um verdadeiro ícone. Os primeiros filmes de Birdman enchiam as salas de cinema. Mas tal como tudo, o que é moda…desvanece. As grandes e clássicas histórias do cinema perduram para sempre nas memórias das pessoas. Os actores, porém, passam apenas a ser um rosto que alguém se lembra vagamente: “Espera, a cara dele não me é estranha. Aquele não foi o actor que fez de Batman?”. É precisamente nessa fase da vida que se encontra Riggan.

sq_birdman

Não tenho o poder de fazer uma leitura muito aprofundada e filosófica sobre o filme, mas eis o que retirei desta história: os planos são muito bons (não é surpresa Iñarritu ter vencido to prémio de realização e cinematografia). A câmara acompanha o “entra e sai” de um grupo de actores nos bastidores de um teatro onde Riggan ensaia a sua primeira peça em palco., que promete ser uma estreia bombástica. Do princípio ao fim, é-nos contada a história de cada um dos actores, cada um deles representando um estereótipo. Edward Norton é aquele que deseja tornar tudo mais real e credível perante o público, mostrando toda a sua paixão e fogo no palco e atrás das câmaras, sendo, no entanto, uma chama apagada e solitária quando não está “em personagem”. Naomi Watts é a actriz que começa agora a sua carreira, tem expectativas, sonhos e um entusiasmo que já não se vê nos restantes. Keaton acredita que este papel irá fazê-lo renascer das cinzas. Acredita que voltará a ser “adorado” e “venerado” pelos que o rodeiam. Ele representa o actor que vive e respira o cinema e o teatro. Aquele que vive pelos aplausos e pelo reconhecimento. Emma Stone, interpreta a filha de Riggan, talvez a mais real nisto tudo. A única que não procura fazer nenhum papel, nem fingir algo que não é.

Os planos, os cenários, os diálogos e o ritmo acelerado (providenciado pela banda sonora), típico das correrias dos bastidores de um teatro prendem-nos, porque tudo está a contar uma história. E nós como público queremos saber como acaba. No meio de tanto fingimento, ilusão e realidade, mentiras e verdades. O que se pretende aqui é mostrar a frustração de alguém que sente já não ser o mesmo e procura voltar aos tempos de glória. Atingir aquele clímax. Voltar a sentir-se vivo. Conseguirá Riggan atingir esse momento?

BIRDMAN (2014) Michael Keaton as "Riggan" and Edward Norton as "Mark."

BIRDMAN (2014)
Michael Keaton as “Riggan” and Edward Norton as “Mark.”

Um filme sobre actores, com humor, ritmo e ma boa história, não digo que não, mas se merecia ter sido o filme do ano? É sempre subjectivo…

VER TRAILER